O mistério das cidades de papel

Leningrad Marked With Red Pushpin on Map

 

Hey Pessoal! Antes de começar o assunto de hoje, um aviso: Esse post contém SPOILERS do filme Cidades de Papel do livro com o mesmo nome do John Green. Por isso se você não viu o filme / não leu o livro, não leia este post! Se ler, não diga que não avisei!

Na quinta-feira (9), eu e minha amiga Tali fomos assistir o filme Cidades de Papel, que estreou nesse mesmo dia. Confesso para vocês:  eu não li o livro. Mais como já havia lido A culpa é das Estrelas e visto o filme, já conhecia um pouco do trabalho do autor, e me identificado com a linguagem, por isso lá fomos nós.

No filme uma das personagens principais, a Margo, some do dia para a noite. Seu amigo apaixonado Quentin, começa a desvendar as pistas que ela deixou e descobre que ela se encontra em uma cidade de papel, Agloe no estado de Nova Iorque.

Isso me deixou extremamente curiosa, porque eu já havia ouvido falar sobre isso, durante as aulas de geografia. Mas afinal, o que é uma cidade de papel? É uma cidade fictícia existente no mapa. Esse artifício era utilizado por cartógrafos, militares e instituições para enganar o inimigo, principalmente durante a Guerra Fria. “Cidade” não é uma boa palavra para definir esses pontos falsos no mapa, até porque lá não existe uma cidade de fato.

Agloe é uma dessas cidades e ao contrário da maior dos filmes, ela existe de verdade!

agloe

 

A Agloe é uma cidade fictícia criada pela General Drafting Company, uma editora cartográfica fundada em 1909, que produzia mapas para empresas como Esso e Exxon. Ela foi criada com o objetivo de ser uma “armadilha autoral”.

Essa armadilha autoral vai além de cidades, e é conhecida como entrada fictícia.  Pode ser uma cidade, uma estrada, uma palavra ou até mesmo um artigo. O nome Agloe são as siglas de um cruzamento de estrada nas montanhas de Catskill, no estado de Nova Iorque.

Sabe é o que é mais legal de tudo isso? Essa ‘cidade’ aparece no Google Maps! Atualmente, quando essas cidades aparecem, elas são identificadas com a expressão (não oficial)

 

agloe gm
Foto: Reprodução / Google Maps

 

Agloe é toda essa faixa vermelha no mapa. Além de ter a indicação de cidade, tem uma única marcação, a Agloe General Store – em referência a General Drafting Company. Apesar disso, lá não existe nada além da estrada, mato e montanha. Olha só:

 

agloe mato
Foto: Reprodução / Google Maps

 

Essa parte eu achei extremamente semelhante ao filme! Só que no lá, tem a casa abandonada.

agloe mato 2
Foto: Reprodução / Google Maps

 

Ao longo da histórias diversas cidades de papel foram criadas como Goblu e Beatosu, no estado de Michigan, fazendo referências as universidades de Michigan e Ohio. Também existe a Mount Richard, um pico montanhoso nos Estados Unidos. Essas cidades já não aparecem no Google Maps.

Existe outras ocorrências no Reino Unido, mais não tem um número fixo, o que me leva a pensar: podem existir diversas cidades de papel pelo mundo. Imagina só!!!!

 

” Você vai para uma cidade de papel e nunca mais volta”  “É uma cidade de papel, casas de papel e pessoas de papel, de perto tudo é feio”. 

 

Anúncios

8 comentários sobre “O mistério das cidades de papel

  1. Apenas algumas curiosidades, segundo o próprio Jonh Green numa apresentação ao TED: “Agloe é um anagrama das iniciais dos criadores deste mapa, Ernest Alpers e Otto Lindberg, Eles lançaram este mapa em 1937. Décadas depois, Rand McNally lança um mapa com Agloe, Nova Iorque exatamente no mesmo cruzamento entre duas estradas de terra no meio do nada. Bom, vocês podem imaginar a alegria na General Drafting. Eles imediatamente ligam para Rand McNally e dizem: “Apanhámos-te! Nós inventámos Agloe, Nova Iorque. “É um lugar fictício. Uma cidade de papel. “Vamos processar-te!” E Rand McNally diz: “Não, não. Agloe existe!” Como as pessoas passavam por este cruzamento de estradas de terra…
    … no meio do nada, esperando encontrar um lugar chamado Agloe, alguém resolveu construir um lugar com este nome.
    Tinha um posto de gasolina, um armazém e duas casas, no seu auge.”
    Logo, a casa abandonada realmente existe, e pelo Google Earth é pssivel ver algumas construções na área demarcada.

  2. Acabei de ver o filme (não li o livro), e como de costume, após ver um filme que acho muito bom, pesquiso o maior número de referências que consigo achar. Adorei o seu post, bem legal e explicativo, eu acho que o John Green é um dos melhores escritores para o público jovem, adoro ele. Não conhecia o conceito sobre as cidades de papel, só isso já valeu a leitura do seu post, então é isso, parabéns pelo post.

    • Boa tarde Leonardo, tudo bem?
      Acredita ainda não li o livro? Quero ver se compro e leio logo! Também sou super fã do trabalho do John Green e esse em especial, mexeu comigo, porque não era nada do que eu esperava sabe? Assim que eu sai do cinema pensei: preciso procurar mais sobre isso. Foi assim que descobri mais sobre as cidades de papel.
      Muito legal sua atitude ir procurar mais sobre o filme, vou adotar também.
      Obrigada por compartilhar sua opinião comigo, fico muito lisonjeada em poder conversar com você. Volte mais vezes!
      Beijos,
      Thaynara

  3. Eu sou de Portugal, pesquiso no Google Maps mas não consigo encontrar nenhuma cidade de papel e já agora aonde é que diz “não oficial”?

    • Boa Tarde Maria, tudo bem?

      Então cidade de papel era recurso usado muito antigamente, quando ainda havia só mapas de papel. Basicamente você cria um rio, uma estrada, uma loja qualquer coisa para “esconder” algo seu que tenha ali.
      Como essas cidades eram criadas no papel, não tem muita coisa no Google Maps.
      Porém alguns cartografos iam fazendo novos mapas e acrescentam essas “coisas” criadas pelas pessoas, que consciente em plágio, mas algumas entraram pra história como o caso de Agoe.

      Espero ter respondido sua questão
      Beijos
      Thaynara

  4. Olá :)

    Eu gostaria muito de saber se existem cidades de papel no Brasil ou em regiões próximas.

    Fico muito agradecida a quem me der essa informação.

    • Olá Gabrielly,

      Infelizmente eu não tenho a resposta, precisaria procurar melhor.
      Mas as possibildades são infinitas não é mesmo?
      Se descobrir, compartilha com a gente :D

      Beijos
      Thay

  5. Aodrei seu posta e sou uma grande fã do livro e do filme. Pesquisei sobre o Brasil tinha alguma dessas mas não encontrei nada…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s