Visualizado e ignorado com sucesso

wi-fi

Smartphone pra cá, tablet pra lá e um casal no meio. Essa tal de internet revolucionou o jeito em que nos relacionamos, e nos deixou mais neuróticos, consequentemente. Dúvida? Abra seu Facebook agora e veja qual o assunto do momento. Pois é, a tal da última atualização do Whatsapp, que mostra o horário em que a pessoa leu a sua mensagem. Seguido da notícia, infinitos comentários sobre o quão terrível essa atualização é e como destruirá amizades, namoros e afins. A sociedade que me desculpe, mas pelo menos no que eu via nos filmes, laços afetivos costumavam ser mais fortes do que atualmente.

Você chega num bar ou num restaurante e topa com uma roda de amigos. Eles conversam um pouco entre si, mas passado um tempo, cada um está mergulhado na sua pequena janela virtual. Respondendo uma mensagem, colocando aquela selfie no Instagram, ou marcando os “amigos” no Foursquare. Um restaurante em Nova Iorque (Estados Unidos) fez uma pesquisa do porque o negócio vinha afundando com o passar dos anos. Eles comparam o ano de 2004 com 2014 e perceberam que os clientes passam quase uma hora a mais no estabelecimento porque perdem tempo com seus celulares, seja conectando o wi-fi, tirando foto do prato, ou da roda de amigos.

Outro caso de perdição tecnológica aconteceu em algum show da Beyoncé. Lá estava a diva do pop, cantando e dançando de lá para cá. Até que ela decide pegar na mãos dos fãs. O fã ficou “tão emocionado” que decidiu fotografar o momento. Enquanto ele tentava ajustar a câmera, a cantora lhe soltou a mão e foi embora, dando continuidade a apresentação. Pois é, a pessoa a qual ele mais admirava passou por ele, deu-lhe a mão e ele perdeu o momento, porque estava ocupado demais “registrando”.

E ainda tem o caso das “selfies”, aquelas fotos que tiramos de nós mesmos e publicamos por ai. Em certos casos, OK. Você estava sozinho naquela viagem incrível na Irlanda e não tinha ninguém pra tirar uma foto sua. Mas porque diabos ficar tirando fotos da sua cara, TODO santo dia de um ângulo diferente? Eu dou unfollow nessas pessoas. Roubando a frase de meu amigo, isso é falta de uma louça pra lavar.

Antes que você leitor, venha me criticar, eu acredito sim que a tecnologia e a internet são importantes e que fazem a nossa vida melhor. E eu sou tão refém delas quanto você é. Mas no tempo em que passamos abastecendo a nossa vida virtual, a vida real continua passando. E amigo, ela passa rápido. O que as pessoas não percebem é que a internet é feita de pessoas para pessoas. Afinal o que seria dela sem alguém para alimentá-la? O que seria do Instagram, se não houvesse pessoas, que vivessem momentos para fotografa-los e compartilhar? E aquele seu blog favorito? O blogueiro teve que viver momentos para pode partilhar ali. Você pode ter o último aparelho lançado, o melhor computador da atualidade, mas não vai ter nada, se não tiver pessoas. A palavra que soluciona tudo é VIVER, viver intensamente, viver cada momento, viver como se não houvesse amanhã. E depois disso tudo se ainda lhe sobrar tempo, compartilhe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s